Aqui você pode realizar buscas no catálogo on-line, bem como fazer download de parte do nosso acervo. Além disso, disponibilizamos informações sobre a biblioteca, tais como histórico, serviços oferecidos, links relacionados, etc.

ID: 45045
Código de Localidade: 3303906
Município: Petrópolis
Tipo de material: fotografia
Título: Praça da Confluência : Palácio de Cristal : Petrópolis, RJ
Local: Curitiba
Editor: [s. n.]
Ano: [19--]
Descrição física: 1 cartão postal : color.
Série: Acervo dos municípios brasileiros
Notas: A Praça Koblenz ou da Confluência é uma das principais praças previstas no plano urbano de Petrópolis de autoria do Major Júlio Frederico Köeler. Densamente arborizada, recebeu por certo tempo o nome de Passeio Público, sendo local de realização de exposições hortícolas, nos anos de 1875 até 1877.
Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/ans.net/tema_consulta.asp?Linha=tc_belas.gif&Cod=1669. Acesso em: out. 2015.
O Palácio, inspirado no Crystal Palace de Londres e no Palácio de Cristal do Porto, foi importado e construído em 1884, com objetivo de abrigar melhor as exposições hortícolas que se tornaram constantes. O Palácio de Cristal foi construído nas oficinas de St. Sauver-les-Arras, na França, por encomenda do Conde D’Eu, então Presidente da “Sociedade Agrícola de Petrópolis”. A construção e idealização do Palácio de Cristal se deu para servir como pavilhão às exposições de flores e produtos agrícolas que aquela Sociedade já vinha promovendo desde 1875. Em 1879, mais precisamente no dia 2 de fevereiro, sua pedra fundamental foi lançada, cabendo ao Engenheiro Eduardo Bonjean a tarefa de acompanhar a montagem do Palácio de Cristal na Praça Koblenz (ou Praça da Confluência), em Petrópolis. Sua inauguração foi realizada no dia 2 de fevereiro de 1884, em um baile, com a presença maciça de toda a Corte Imperial brasileira. Em abril do mesmo ano, foi realizada a 4ª Exposição promovida pela Sociedade Agrícola e Hortícola de Petrópolis", que se repetiram anualmente até 1886. Após a Proclamação da República, o Palácio de Cristal foi relegado a segundo plano, entrando em decadência. Em 1938, o Palácio de Cristal serviu como sede para o Museu Histórico de Petrópolis, por iniciativa do Dr. Alcindo Sodré. Após a criação do Museu Imperial, o Palácio de Cristal teve o seu número de visitas reduzido. Durante um período longo, o Palácio não realizou qualquer atividade. Até que em 1970, iniciou-se uma série de restaurações, incluindo os jardins. Exemplo típico de arquitetura dita “das grandes exposições”, surgidas com a Revolução Industrial, no século passado. O Palácio de Cristal é pré-moldado em estrutura metálica, formando cruz com braços retangulares nas laterais e em hemiciclo na frente e nos fundos com vãos preenchidos por vidros transparentes (originalmente, consistiam em cristais "bisotados" importados da Bélgica). Em 1957 o Palácio foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Atualmente é administrado pela Prefeitura de Petrópolis, sendo utilizado para diversas exposições promovidas pela Prefeitura ou por iniciativa particular. Localiza-se na Rua Alfredo Pachá, próximo a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, da Casa do Visconde de Mauá e da Cervejaria Bohemia.
Disponível em: http://destinopetropolis.com.br/6788_palacio-de-cristal. Acesso em: out. 2015.


Assuntos:
Edifícios históricos; Habitações; Palácios; Petrópolis (RJ); Praças; Rio de Janeiro (Estado)


© 2021 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística