Aqui você pode realizar buscas no catálogo on-line, bem como fazer download de parte do nosso acervo. Além disso, disponibilizamos informações sobre a biblioteca, tais como histórico, serviços oferecidos, links relacionados, etc.

ID: 40239
Código de Localidade: 3304557
Município: Rio de Janeiro
Tipo de material: fotografia
Título: Igreja de Nossa Senhora da Penha de França : Rio de Janeiro (RJ)
Local: [S. l.]
Editor: [s. n.]
Ano: [19--]
Descrição física: 1 fot. : p&b
Série: Acervo dos municípios brasileiros
Notas:
A Igreja de Nossa Senhora da Penha de França, mais conhecida como Igreja da Penha, fica localizada no Bairro da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro. Sua origem remete à 1635, e sua construção se deve por devoção do Capitão Baltazar de Abreu Cardoso, que era dono de toda a área no entorno do atual Santuário. Enquanto subia o penhasco, se deparou com uma serpente e pediu socorro à Nossa Senhora. Neste momento, surgiu um lagarto que lutou com a serpente, e o Capitão conseguiu escapar. Após o acontecido, Baltazar reconheceu que o lagarto apareceu no momento em que pediu proteção à Nossa Senhora, e por devoção, construiu uma pequena capela no local, onde pôs uma imagem de Nossa Senhora. Seus parentes, amigos, vizinhos e outras pessoas iam visitar a capela, por curiosidade, ao vê-la distante no alto do Penhasco. Seu nome vem do dito popular, que dizia "vamos à Penha (penhasco) visitar Nossa Senhora", se tornando assim Nossa Senhora da Penha. No ano de 1870, foi demolida esta capela e construído no seu lugar um novo templo, com uma torre e novos sinos; no ano de 1900, outra intervenção, tendo a igreja seu terreno ampliado e ganhando duas novas torres. As origens da sua escadaria remetem a 1817, quando a Sra. Maria Barbosa pediu à Nossa Senhora da Penha para interceder que ela e seu marido tivessem um filho. Caso isso acontecesse, a Sra. Maria prometeu que mandaria esculpir no granito do penhasco uma escadaria para facilitar a subida ao templo. Em 1818, a Sra. Maria teve um filho e em 1819 a escadaria ficara pronta, com 382 degraus talhados na própria pedra. Atualmente, é um templo conhecidíssimo na cidade, sendo ponto de visita de peregrinos de diversos locais do Brasil e do exterior. Em 1935, por decreto do Papa Pio XI, a Igreja de Nossa Senhora da Penha foi agregada à Sacrossanta e Patriarcal Basílica de Santa Maria Maior de Roma. No dia 15 de setembro de 1966, o Cardeal Dom Jaime de Barros Câmara, então Arcebispo do Rio de Janeiro, elevou o templo sagrado de Nossa Senhora da Penha à categoria de Santuário Perpétuo. No dia 31 de maio de 1981, o Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales, atendendo aos desejos de Sua Santidade o Papa João Paulo II, elevou o Santuário de Nossa Senhora da Penha à categoria de Santuário Mariano Arquidiocesano.
Disponível em: http://www.santuariopenhario.org.br/o-santuario/historia/. Acesso em: jul. 2015.


Assuntos:
Igrejas (Edifícios); Rio de Janeiro (Estado); Rio de Janeiro (RJ)

Título Secundárias: Basílica Santuário da Penha; Igreja da Penha; Igreja de Nossa Senhora da Penha


© 2022 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística