Aqui você pode realizar buscas no catálogo on-line, bem como fazer download de parte do nosso acervo. Além disso, disponibilizamos informações sobre a biblioteca, tais como histórico, serviços oferecidos, links relacionados, etc.

ID: 101892
Nº de chamada: 311.141:308(81)-S618
Complemento 1: 2021
Complemento 2: n. 44
ISBN: 9786587201986
Tipo de material: livro
Título: Síntese de indicadores sociais : uma análise das condições de vida da população brasileira : 2021 / IBGE, Coordenação de População e Indicadores Sociais
Local: Rio de Janeiro
Editor: IBGE
Ano: 2021
Descrição física: 203 p.
Notas:
Disponível somente em meio digital.
Inclui glossário.
Indicação de conteúdo: Esta publicação reúne informações sobre as condições de vida da população brasileira, acompanhadas de comentários que destacam, para cada dimensão de análise, algumas das principais características observadas nos diferentes estratos populacionais. Seus indicadores ilustram a heterogeneidade da sociedade sob a perspectiva das desigualdades sociais e estão organizados em cinco capítulos nos quais se buscou salientar, complementarmente, os impactos da pandemia de COVID-19 sobre as estatísticas usualmente analisadas. O capítulo Estrutura econômica e mercado de trabalho relaciona a dinâmica da economia e o comportamento de indicadores do mercado de trabalho, tais como desocupação, informalidade e subutilização, os quais ressaltam desigualdades estruturais incidentes em grupos populacionais mais vulneráveis. O capítulo Padrão de vida e distribuição de rendimentos aborda as desigualdades a partir de indicadores de distribuição de rendimento e pobreza monetária, enriquecido com exercícios de avaliação dos impactos dos programas sociais nos rendimentos domiciliares. O capítulo Educação esboça um retrato das desigualdades de oferta e acesso relativamente ao ensino à distância na educação básica e traz informações sobre a inclusão tecnológica desses alunos face à realização apropriada de suas atividades no contexto da pandemia, bem como sobre as condições sanitárias e as providências das escolas para evitar contágios. O capítulo Habitação abarca não apenas a estrutura física dos domicílios, mas também sua localização e inserção na infraestrutura existente, o acesso a serviços e seus custos financeiros, entre outros elementos. Ao final, o capítulo Saúde trata de algumas das dimensões indicativas de desigualdades de acesso a tal serviço e explora o financiamento do setor a partir dos gastos públicos e das famílias, a infraestrutura existente, a necessidade de atendimento devido a condições de saúde, e a mortalidade. A publicação, fartamente ilustrada com tabelas, gráficos e cartogramas, também está acessível no portal do IBGE na Internet, que oferece ainda o plano tabular completo dos cinco temas pesquisados. A principal fonte de informação de tais análises é a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua - PNAD Contínua, realizada pelo IBGE. Outras estatísticas do Instituto, além de registros de variadas fontes externas, contribuem para delinear um painel multifacetado da realidade social brasileira, cuja comparação com outros países é pautada em indicadores disponibilizados por organismos multilaterais. A sistematização desses dados atende a recomendações internacionais e contribui para a compreensão das modificações nos perfis demográfico, social e econômico da população, possibilitando, assim, o monitoramento de políticas sociais e a disseminação de informações relevantes para toda a sociedade.


Assuntos:
Brasil; Condições econômicas; Condições sociais; COVID-19; Custo de vida; Educação; Estatística; Habitações; Indicadores sociais; Levantamentos domiciliares; Mercado de trabalho; População; Qualidade de vida; Renda

Entidade Secundária: IBGE. Coordenação de População e Indicadores Sociais
Título Secundário: Síntese de indicadores sociais : 2021
Série Secundária: Coleção Ibgeana; Estudos e pesquisas. Informação demográfica e socioeconômica, ISSN 1516-3296

Download(s):

liv101892.pdf

© 2022 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística