Aqui você pode realizar buscas no catálogo on-line, bem como fazer download de parte do nosso acervo. Além disso, disponibilizamos informações sobre a biblioteca, tais como histórico, serviços oferecidos, links relacionados, etc.

ID: 101719
Nº de chamada: 911.3:711(81)-P474
Complemento 1: REGIC 2018
Tipo de material: folheto
Título: Pesquisa regiões de influência das cidades : informações de deslocamentos para comércio : notas técnicas : volume especial
Local: Rio de Janeiro
Editor: IBGE
Ano: 2020
Descrição física: [37] p.
Notas: Essa Nota Técnica tem por objetivo a divulgação de parte dos resultados da pesquisa Regiões de Influência das Cidades (REGIC) 2018, mais especificamente os resultados relativos ao comportamento da rede de Cidades nos deslocamentos para comércio. A publicação dos resultados completos da pesquisa REGIC 2018, com as informações detalhadas sobre a rede urbana brasileira, tem lançamento previsto ainda para 2020 o questionário da pesquisa REGIC 2018 possui dois quesitos que investigam o deslocamento de pessoas partindo de seus municípios com destino a outros com o propósito de adquirir bens para consumo próprio como vestuário, calçados, móveis, eletrodomésticos e eletroeletrônicos. Os resultados provenientes da base de dados desses quesitos permitem a visualização do comportamento da rede urbana do país em sua dimensão mais elementar, a busca por bens de consumo básicos, contribuindo para a identificação de Cidades atrativas para comércio e centros urbanos que funcionam como polos comerciais para os produtos definidos pela pesquisa. Diante das repercussões da pandemia de COVID-19, é possível que ocorram alterações de padrões de deslocamento de mercadorias e do comércio no território, bem como impactos econômicos nas Cidades que constituem polos comerciais. Parte dessas repercussões no comércio podem ser observadas pelos resultados da Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE que mostra que as vendas no varejo recuaram 2,5% em março de 2020 em relação a fevereiro e o recuo foi ainda maior nos itens analisados nos quesitos de comércio da pesquisa REGIC: tecidos, vestuário e calçados tiveram um volume de vendas 42,2% inferior e o setor de móveis e eletrodomésticos teve uma redução de vendas de 25,9%. Considerando essa realidade, o conjunto de informações disponibilizadas na presente Nota Técnica pode ser relevante como insumo para a realização de diagnósticos mais detalhados sobre os impactos da pandemia nas redes de comércio, distribuição e abastecimento de bens e produtos no território, e eventualmente para a elaboração de políticas públicas específicas com soluções para a crise da pandemia direcionadas às Cidades com problemas de abastecimento de mercadorias ou muito impactadas pela redução das atividades comerciais.

Assuntos:
Brasil; Comércio; Coronavírus; COVID-19; Desenvolvimento econômico; Geografia urbana; Infecções por Coronavirus; Lugares centrais (Cidades e vilas); Planejamento urbano; Serviços de saúde

Entidade Secundária: IBGE. Coordenação de Geografia
Título Secundário: REGIC 2018; Regiões de Influência das Cidades : 2018


© 2021 IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística